Google+

Black Friday 2016: o que teremos?

Parece que até virou feriado nacional. Todo mundo sabe que no final de novembro tem a imperdível Black Friday. O evento que chegou há 5 anos no Brasil “importado” dos EUA tem se tornado a segunda maior data do varejo brasileiro. O evento que ficou conhecida pelos “superdescontos” nas lojas vem crescendo em termos de vendas e faturamentos- já ultrapassou os dias das mães e só está abaixo do Natal.

Para se perceber as proporções que a data tomou, tem que comparar com o início. Em 2010, na primeira edição da Black Friday, as compras se limitavam ao ambiente online e os descontos eram concentrados em eletroeletrônicos, eletrodomésticos e vestuários. À medida que crescia, o evento também se passou para o varejo físico. Atualmente, o leque de produtos se ampliou tanto porque até o setor de serviços resolveu se render. Pode-se encontrar descontos em passagem de ônibus, manicure, motéis, pacotes de intercâmbio, seguros e compra de churros, por exemplo. Até os bancos não deixaram passar a oportunidade e oferecem descontos na contratações de crédito e nas renegociações de dívidas.

Apesar do cenário econômico não está um dos melhores no Brasil, A Black Friday é vista como luz no fim do túnel para o comércio. Em 2015, o crescimento das vendas totais foi menor em comparação com as demais edições, de 75%, abaixo da média de 100% dos anos anteriores, e neste ano a previsão é de aumento de apenas 30% ante o ano passado. Mas, ainda será um ótimo resultado, já que o faturamento deve chegar a R$ 2 bilhões, ante os R$ 1,53 bilhões de 2015.

Se por um lado a Black Friday é um dia esperado para fazer compras há muito tempo planejadas, por outro medo de cair em fraude e roubada é grande. Para que o sonho não vire pesadelo, os especialistas advertem que os consumidores fiquem atentos para evitar as armadilhas das chamadas maquiagens de preço e problemas de segurança no varejo online.

É importante já ter em mente quais serão os itens que vão ser comprados e em qual site. Ter feito uma pesquisa de preço antes da data para verificar a média dos preços dos produtos e garantir que o desconto seja real.

O preenchimento de cadastro no site de compras antes do dia assegura agilidade na hora da compra. Pagamentos em cartão de crédito são mais aconselháveis pois estornar o cartão é mais fácil. Só optar por boleto bancário ou transferência se conhecer a loja e já ter feito pagamento dessa forma anteriormente.

Segue algumas dicas para não cair em armadilhas da internet:
>> Dica Tecnoblog
>> Dica TechTudo
E você, já fez a sua compra na Black Friday?

Posted on novembro 25, 2016 in Blog

Share the Story

Back to Top